A consolidação do sucesso

Estilista Aster Sheidt é homenageada com exposição na FIC

12 Maio 2017 09:16:11

crédito Jaime Batista.JPG

“A exposição celebra a arte em todas as suas formas”. É assim que a reconhecida estilista indaialense Aster Sheidt define a exposição em sua homenagem realizada na Fundação Indaialense de Cultura, denominada “A Arte Atemporal da Moda”. A homenagem a estilista foi aberta ao público no último dia 5, em celebrado evento de abertura que movimentou toda a sociedade da região, e estará aberta diariamente para visitações com entrada gratuita, até o dia 28 deste mês. É a primeira exposição realizada pela FIC, na série intitulada de “Personalidades”, que visa enaltecer indaialenses que se destacam nos mais variados segmentos artísticos. “Fiquei muito feliz e extremamente surpresa”, comenta Aster á redação do Jornal Café Impresso. “É, definitivamente, a consolidação e o reconhecimento de muito trabalho realizado ao longo destes 29 anos de carreira”, exclama. “Tudo vira um livro de história! ”.

A exposição é um verdadeiro acervo de relíquias e raridades, especialmente para os amantes de moda e alta costura. Está sendo exposto, por exemplo, um dos primeiros casacos costurados pela estilista, aos 12 anos de idade, muito antes de sonhar com a relevância que seu trabalho teria décadas depois. Algumas outras peçam apresentam bordados desenvolvidos por familiares de Aster, como sua mãe e sua avó, além de um acervo de fotografias registrando alguns dos grandes momentos das criações da estilista em badalados eventos sociais, ao longo das suas quase três décadas de carreira. “Temos a ideia de que nosso trabalho não é algo passageiro, descartável, mas sim uma forma de expressão que representa momentos que marcam a vida de muitas pessoas”, explica ela, frisando que há vestidos de festa expostos criados desde que iniciou sua trajetória, com peças utilizadas por misses, grandes personalidades do vale europeu, e muitas outras cedidas por clientes, que estiveram em peso prestigiando a abertura da sua homenagem. “Fiquei muito feliz ao rever tantos amigos e clientes”, celebra. “Criamos amizades. É muito satisfatório, em cada local que vou, encontrar pessoas que já tive a oportunidade de vestir e, consequentemente, me tornar parte de momentos tão especiais em suas vidas”.

Apesar da exposição ser organizada e realizada pela Fundação Indaialense de Cultura, através da Prefeitura Municipal de Indaial, Aster fechou seu atelier no município a cerca de 14 anos, atuando atualmente somente em Blumenau. “Trabalho somente com horário agendado”, explica ela. “Sempre tentando diminuir a carga, mas não consigo (risos) ”. A estilista possui em seu leque uma clientela extremamente fiel, muitas delas desde o início da sua carreira. “O foco principal não é a quantidade, mas sim um trabalho artesanal, o que requer algumas técnicas mais apuradas”, explica ela em relação ao seu ritmo de produção; “Nossas peças são feitas uma a uma, não trabalhamos com moldes, somente com o sistema de moulage, que consiste em tirar as medidas no próprio corpo da cliente, e somente então passar para o tecido”. Ainda sobre a exposição, Aster adianta uma grande novidade. “Está é apenas uma sementinha que está sendo plantada. Estamos iniciando um novo projeto, e acreditamos que esta exposição se amplie e possa se tornar itinerante daqui algum tempo”, comenta. “Com meu trabalho, posso servir de inspiração para muitas pessoas”.


Seminario

EDIÇÃO IMPRESSA

logo site branca.png

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Café Impresso