Investimento na saúde

11 Agosto 2017 11:15:24

Vereadores Rubens Borchardt e Douglas Marchetti sugerem utilizar 50% dos valores das multas aplicadas pelo Procon de Timbó na área da saúde

Aline Christina Brehmer
Sem título-1.jpg

Os vereadores Rubens Borchardt (PT) e Douglas Marchetti (PP) se uniram e encaminharam ao prefeito de Timbó, Jorge Krüger, a Indicação Nº 141/2017, solicitando que 50% dos valores das multas aplicadas pelo Procon, no que diz respeito às filas nos bancos em Timbó, seja encaminhado à área da saúde.

“O propósito é justamente a melhoria nesse setor, auxiliando entidades como a Associação Renal Vida e o próprio Hospital e Maternidade Oase, por exemplo”, explica Borchardt.

Para o coordenador do Procon de Timbó, Osvaldo Roberto Brodwolf, essa sugestão é muito válida. “Não existe uma lei que especifique para onde o dinheiro arrecadado nessas multas deve ser investido, então, qual área melhor do que a saúde? O valor das multas fica com o poder Executivo, o Procon é o ente fiscalizador no caso”, esclarece.

O investimento seria, principalmente, na aquisição de equipamentos para hospitais, unidades básicas de saúde, pagamento de cirurgias eletivas, consultas com especialistas e realização de exames complexos.

Uma boa alternativa

Na justificação da Indicação consta que “O Procon de Timbó atua com grande número de empresas em decorrência de violações ao direto do consumidor, principalmente no que diz respeito ao tempo de espera em estabelecimentos bancários situados em nosso município e, em decorrência dessa séria e competente fiscalização, uma quantidade considerável de multas pecuniárias é aplicada”.

Segundo os vereadores, se apenas metade desse valor arrecadado for investido na área da saúde, como eles propõem, “grande parte dos problemas enfrentados em decorrência da omissão dos governos Federal e Estadual seriam sanados”.


Seminario

EDIÇÃO IMPRESSA

logo site branca.png

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Café Impresso