A verdade tem dono?

Por Ozinil Martins de Souza 23/10/2017 - 15:06 hs

É assustadora a quantidade de denúncias feitas sem base nenhuma através dos meios de comunicação. Qualquer coisa que se faça e as pessoas são arremessadas a um redemoinho de denúncias e críticas sem fundamentação alguma. A vida das pessoas é exposta de forma absurda, sem base e, depois lhes cabe defender-se de algo que sequer sabiam que fizeram. A irresponsabilidade das pessoas é absoluta! Nenhuma preocupação com a busca da verdade, mas sim em agredir quem exerce qualquer cargo público ou que contrarie seus interesses pessoais. Aos agredidos defender-se é o caminho, ou pelo próprio veículo em que foi agredido ou por meios legais. Um meio que deveria ser usado para o bem comum transforma-se em forte arma para divulgar a ignorância. Abraham Lincoln já dizia: “Melhor permanecer calado e que suspeitem da sua insensatez, que falar e eliminar toda a dúvida sobre isso.”

Densidade demográfica no Brasil

Contundente os dados divulgados na última semana pelo IBGE sobre a população brasileira. A informação de que 84,3% da população brasileira ocupa 0,63% do território é um dado fundamental para que, de forma clara e objetiva, as administrações municipais, estaduais e federal pensem as cidades e suas gestões com uma visão estratégica e humana. Se lembrarmos que na década de 50 os números indicavam exatamente o contrário, pois a massa de habitantes concentrava-se no meio rural, dá para entender porque nossas cidades estão inchadas e com qualidade de vida caindo. O crescimento foi desordenado, com pessoas sem as qualificações para o meio urbano onerando a rede educacional, de saúde e habitacional e, criando os grandes bolsões de pobrezas ao redor, principalmente, das grandes cidades. A cidade de São João do Meriti tem a maior densidade do país; são 18 mil habitantes por km². Planejar enquanto ainda há tempo deve ser objetivo obrigatório de prefeitos e governadores para salvar suas cidades e estados do caos, que já se vive em Rio e São Paulo. Ou pagar para ver!

Tamanho do Estado!

O brutal tamanho do Estado brasileiro e seu baixo retorno à população nos fazem refletir sobre a necessidade, premente, na reforma do modelo de gestão do país. O pacto federativo brasileiro coloca no centro da questão a capital federal – Brasília - e seus privilégios inomináveis. Este é um tema recorrente e que é, olimpicamente, ignorado pelos políticos que vicejam ao redor das benesses do Estado. A parte do leão de todo o sistema tributário brasileiro cabe ao governo federal, mas as atribuições que atendem à população, são realizadas pelos estados e municípios, principalmente estes. O modelo a ser discutido deve privilegiar a autonomia de estados e municípios reservando a estes o maior percentual orçamentário de forma a permitir a execução das funções que lhes são atribuídas por lei ou continuaremos a chafurdar na lama em que vivemos nos tempos atuais. Brigar, no bom sentido, pela autonomia é papel do cidadão de bem!

Curtas

Uma das coisas que me deixam mal é quando percebo a manipulação. Durante anos tenho criticado o horário de verão por entender que a economia é pífia e o prejuízo a saúde é muito maior. Domingo, ao assistir programa de TV, vi e ouvi o depoimento de médicos criticando duramente a implantação do horário em função dos prejuízos à saúde. Depois de saber que o governo já decidiu que não haverá mais o horário de verão no ano de 2018, a Globo decide revelar o que todos já sabíamos. Oportunismo puro!

O programa político do PT na última 5ª feira foi uma perfeita obra de ficção. A capacidade que os marqueteiros têm de reescrever os fatos é impressionante. Dizer que o atual desemprego é obra do governo de plantão e nada tem a ver com a Nova Matriz Econômica do Governo Dilma – Mantega é ou não é fantástico?

Agora mais fantástico ainda é o depoimento de Lúcio Funaro. Operador do PMDB no processo de compra e venda de deputados onde afirma que gastou R$ 1 milhão com a compra de deputados para votarem pró impecheament; já o Joesley afirma que gastou R$15 milhões para comprar deputados para votarem contra o impeachement. República brasileira à venda! Quem dá mais?

A menina Miriam Harumi Koga ganhou medalha de ouro na Olimpíada Latino Americana de Astronomia e Aeronáutica (OLLA) em Antofogasta - Chile. Estudante e preparando-se para o vestibular ela estuda 9 horas por dia. Exemplo a ser seguido. O sobrenome nipônico é mera coincidência!

Educação

“A Educação faz um povo fácil de ser liderado, mas difícil de ser dirigido; fácil de ser governado, mas impossível de ser escravizado.” Henry Peter